Sugestão de roteiro para 3 dias em Amsterdam!

Amsterdam é um dos destinos mais procurados na Europa, recebe cerca de 19 milhões de turista anualmente. E existe uma razão para isso, a capital da Holanda é incrível! Assim como a maioria das capitais européias concentra grande parte de suas atrações em pontos próximos uns dos outros. Três dias em Amsterdam são suficiente para conhecer o principal, mas é claro que se puder ficar mais dias não vai se arrepender.

Embora seja uma cidade compacta a gama de atrações é enorme, agradando à todos os gostos. Com dezenas de museus ricos em história, com sua arquitetura única e característica, festivais extravagantes, passeios de barco, até mesmo suas leis liberais em relação a drogas e prostituição, a capital holandesa é um encanto para todos que por aqui passam.

A cidade está sempre movimentada, mas durante a temporada das tulipas – março a maio – e no verão – julho e agosto – Amsterdam fica ainda mais cheia. Por isso, é fundamental se organizar com antecedência, para economizar e garantir que seu roteiro em Amsterdam seja cumprido. Muitas atrações exigem hora marcada e esgotam rápido. O museu da Anne Frank por exemplo, abre a agenda dois meses antes. Por isso, se ele é uma atração imperdível para você, anote essa dica na agenda e compre assim que possível!

| IMPORTANTE: Comprando seus ingressos pelos links do blog você colabora com meu trabalho sem pagar nada além por isso.

Informações úteis sobre Amsterdam

Documentação: Brasileiros não precisam de visto para visitar Amsterdam, em viagens de até 90 dias basta passaporte válido e seguro viagem. Veja documentação completa aqui.

Seguro Viagem: Europa
AC 60 EUROPA AC 60 EUROPA Assistência médica EUR 60.000 Bagagem extraviada EUR 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 25/dia*
GTA 60 SLIM  EUROPA GTA 60 SLIM EUROPA Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (SUPLEMENTAR) R$ 16/dia*
CORIS 30 EUROPA BASIC +COVID19 (EXCETO EUA) CORIS 30 EUROPA BASIC +COVID19 (EXCETO EUA) Assistência médica EUR 30.000 Bagagem extraviada EUR 1.000 R$ 25/dia*

Idioma: Holandês, mas em Amsterdam a grande maioria fala muito bem inglês.

Moeda: Euro

Fuso horário: GMT+2, 4h a mais que o Brasil

Voltagem: 230V

Tomada: Plugs são do tipo F e C.

| DICA: primeira viagem à Holanda? Leia também esse post!

Roteiro de 03 dias em Amsterdam

Primeiro dia

Dizem que a melhor forma de explorar uma cidade é caminhar por ela, e eu concordo plenamente!

Amsterdam é perfeita para andar sem pressa ou até mesmo sem rumo, aqui é muito seguro e você pode passear despreocupado. Apenas na área da Red Light é bom ter mais atenção, pois é mais movimentado e pode ter batedor de carteira. Contudo, nunca vi e não conheço ninguém que tenha sido furtado, mas atenção é sempre bem-vinda, não é mesmo?!

Minha sugestão é usar o google maps para se localizar, mas se precisar usar o mapa de papel da recepção do hotel, pode ir tranquilo pois aqui é fácil de se achar! Caso você precise de qualquer suporte para sua viagem a Amsterdam, como escolha do hotel, passeios guiados, ingressos ou transfer Hotel/Aeroporto, por exemplo, conte comigo! Me escreve que organizo tudo para você!

Nesse primeiro dia eu sugiro que você conheça:

As 9 Straatjies (9 ruazinhas)

Uma região de compras com muitos cafés e lojinhas locais. Está bem no coração da cidade e tem todo o charme das ruas estreitas e prédios tortos que Amsterdam é mundialmente conhecida por ter.

Museu da Casa-Barco

A visita à este museu custa apenas €4,50 e te permite conhecer o interior de uma casa barco. Mostra como são os aposentos e conta algumas curiosidades desse estilo de moradia nacional.

O Begijnhof

Um oásis no meio da cidade, esse pátio escondidinho no centro de Amsterdam, mais precisamente na praça SPUI é um dos meus cantinhos favoritos na cidade. Não deixe de passar por lá e entrar na capela.

O Mercado de Flores

Um quarteirão de lojinhas de souvenir, queijos e flores, que beira um dos canais da cidade. Já foi, há muito tempo atrás, um mercado flutuante, onde os mercadores de flores vendiam seus produtos trazidos em barcos pelos canais da cidade.

Rembrandtplein

Essa praça da cidade é sempre bastante movimentada. Com bares, restaurantes e casas noturnas, aqui é uma boa pedida para recuperar o fôlego provando alguns sabores típicos da Holanda.

Sinagoga Portuguesa

Construída em 1675 a Sinagoga Portuguesa de Amsterdam já foi um dia a maior sinagoga do mundo. Ainda como antigamente, ali não há eletricidade e nem aquecimento e para iluminá-la são utilizadas milhares de velas. E no chão, uma fina camada de areia evita que a umidade penetre e destrua o assoalhado de madeira original do século 17.

| DICA: Adquira aqui o bilhete do transporte publico de Amsterdam e economize!

Casa de Rembrandt 

Como o nome já diz, é a casa onde viveu um dos maiores nomes da arte holandesa: Rembrandt Harmenszoon van Rijn. Na visita é possível conhecer os aposentos ainda mobiliados como antigamente, entender mais sobre a vida do artista e apreciar obras de artista contemporâneos pelas paredes do museu.

Nieuwmarkt

Mais um ponto que eu gosto muito daqui é a praça Nieuwmarkt, que é uma das mais antigas da cidade. Essa praça que hoje serve de espaço para feiras de ruas foi água até 1614. Ali pertinho tem uma cervejaria de produção local que recomendo muito a De Bekeerde Suster.

Se você gosta de cerveja leia : Top10 cervejas de Amsterdam

O Bairro da Luz Vermelha

O famoso bairro da Luz Vermelha. Já muito reduzido do que foi um dia, o Red Light District é formado por duas ruas principais e suas vielas. Aqui é onde as meninas ficam na janela/vitrine atraindo os interessados que por ali passam. Nessa área também tem muito sex-shop, coffeshop e bares. Sempre recomendo aos meus clientes que passem por lá de dia e de noite, é muito diferente o clima na rua, além disso, para ver as luzes vermelhas é preciso caminhar por lá quando já está escuro.

Segundo dia

Comece o dia conhecendo o principal parque da cidade, o famoso Vondelpark. Caso seu hotel não ofereça café da manhã, minha sugestão é fazer um picnic no parque ou então aproveitar os cafés que tem por lá.

Na sequência sugiro ir à praça dos museus – Museumplein. Ali estão excelentes museus como o Van Gogh, Rijksmuseum, MocoStedelijk. Eu realmente recomendo visitar pelo menos um deles, sendo o primeiro o meu favorito, seguido pelo Moco museum.

| DICA: Compre ingressos combinados de atrações para ter desconto. Veja aqui as principais ofertas.

Ali pertinho fica a feira de rua Albert Cuyp, o maior mercado de rua do país. Você pode almoçar na feira, pois tem muita barracas de comidas holandesas ou optar por restaurantes e boas opções não faltam no De Pijp! Para achar bons restaurantes na cidade recomendo o site The Fork, além de te ajudar a escolher o que mais lhe agrada, ele tem vários descontos.

Ainda nesse bairro, na rua de trás da feira, está a Heineken Experience. Mais do que beber Heineken na casa da cerveja e entender sobre seu processo de fabricação, o museu é muito interativo e agrada diferentes idades.

Última parada do dia, para relaxar e aproveitar o clima do fim de tarde da cidade – e continuar os drinks iniciados na Heineken – eu sugiro ir até a Leidseplein, uma área badalada de Amsterdam recheada de barzinhos, restaurantes e casas noturnas. 

Preciso ressaltar dois pontos aqui:

Estou elaborando esse roteiro com as atrações mais desejadas da cidade, mas tem muitas outras que poderia te recomendar com base no seu estilo e gosto. Então, caso tenha interesse em um roteiro personalizado, fala comigo!

E o segundo ponto é que talvez o cartão de desconto I Amsterdam possa te interessar, pois ao todo são mais de 70 museus e atrações na cidade. Dependendo de quantas visitas você desejar, será mais barato usar o cartão que comprar bilhetes avulsos.

Terceiro dia

Dia de passear pelo bairro mais charmoso de Amsterdam o Jordaan, onde está a o museu da Anne Frank. Museu que eu adoro e recomendo muito!

Aproveite também para tomar um café no Winkel 43, a torta de maça deste café foi eleita a melhor da cidade. Separe também um tempo para perambular por lá, é um charme e perfeito para tirar fotos. 

Próxima parada, mas não a última: Estação Central de Amsterdam, na parte de trás você encontrará as balsas, elas são gratuitas e levam ao norte da cidade. Pegue a balsa 1 ou 2, que tem a plaquinha EYE.

Conhecendo o norte de Amsterdam

A região norte da cidade está separada pelas águas do IJ e também tem muitas coisas interessantes para fazer por lá. Fiz um vídeo para meu canal do YouTube sobre o norte de Amsterdam. Contudo, vou te sugerir apenas três atrações, que ficam logo na chegada, que eu gosto muito:

1 – Adam Lookout – um prédio que você pode, ou não, se balançar do vigésimo segundo andar. Seja qual for sua escolha, a vista vale a pena. 

2 – This is Holland – Mais uma das minhas atrações favoritas na cidade, um simulador 5D que vai te proporcionar um voo pelo país.

3 – Eye – Museu de Cinema na Holanda – caso não queira ver as exposições, aproveite para tomar um café e desfrutar a vista do IJ.

Após conhecer o lado norte da cidade, caminhe de volta até a praça Dam: o coração de Amsterdam. Onde artistas de rua se apresentam para centenas de pessoas que por lá circulam o dia todo. Nessa praça está o Palácio Real, não é sempre que está aberto para visitação, mas se estiver super recomendo. E também do Museu de Cera Madame Tussauds.

Para finalizar sua viagem por Amsterdam em grande estilo eu recomendo um passeio de barco. Você pode optar por alguns passeios diferentes, como à luz de velas, um passeio em barco histórico, com jantar ou degustação de vinho ou em barco mais tradicional. Veja qual se adequa mais ao seu estilo. 

Espero ter aguçado sua vontade de conhecer Amsterdam!

Separei outras atração que talvez lhe interessem na cidade:

Além disso, tem vários posts com dicas de hospedagem na cidade, mas deixo algumas ofertas como sugestão:

Booking.com

* Quando você faz uma reserva usando um link do blog, você apoia o meu trabalho sem pagar nada a mais por isso.

Veja também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *