O que fazer em Girona – roteiro bate-volta de Barcelona!

roteiro Girona

Ontem fomos conhecer Girona, uma linda cidade que fica a 100km de Barcelona e é um destino perfeito para fazer bate-volta saindo da capital da Catalunha. A lista do que fazer em Girona não é extensa, a cidade é pequena e é possível conhecê-la em poucas horas, mas preciso dizer que Girona é muito encantadora e eu saí de lá com vontade de quero mais. Como moramos em Barcelona, fico feliz por poder voltar outros dias, mas você que está vindo à passeio, minha dica inicial é: saia cedo e permita-se passear sem pressa por Girona!

Girona é uma linda cidade medieval, com ruas estreitas e sinuosas e com um dos bairros judeus mais bem preservados da Europa. Você pode chegar até lá de carro ou de trem, que saem de hora em hora da Estação Sants em Barcelona, a passagem custa cerca de 18 euros e demora 40 minutos o trajeto. Caso prefira de ir carro, te indico alugar com a RentCars, um buscador que compara preços de todas as locadoras e te diz qual é o melhor custo-benefício. Já usamos e recomendamos bastante!

Roteiro Girona, o que ver e fazer por lá:

Rambla de la Llibertat

Minha sugestão é começar seu passeio pela Rambla de la Llibertat, inclusive ali tem uma oficina de turismo onde você pode pegar um mapa da cidade se desejar.

Rodeada por belos edifícios neoclássicos, barrocos e góticos, esta é a principal rua de pedestres da cidade. A rua data de 1885 e está repleta de lojas, cafés e restaurantes. Também há um mercado de flores aos sábados.

RioOnyar

A Rambla está paralela ao RioOnyar, então fique atento à sua esquerda para encontrar as pontes e ir ziguezagueando entre a Rambla e a Carrer de Santa Clara ( a rua do outro lado do rio).

O início do século XX deu a Girona uma bela arquitetura e a melhor expressão dessa época são os prédios de apartamentos coloridos que lotam a orla do rio Onyar. Eu simplesmente amei essa parte da cidade, por isso eu realmente acho que vale a pena atravessar todas as pontes para curtir os diferentes ângulos da cidade.

Pont de Lei Peixateries Velles

A ponte mais famosa da cidade é a Pont de Lei Peixateries Velles, também conhecida como Ponte Eiffel, pois foi construída em 1827 por Gustave Eiffel pouco antes da construção de sua obra mais famosa, a Torre Eiffel. 

Plaça Indepèndecia

No final daCarrer de Santa Clara encontra-se a praça da Independência. Uma praça bonita e ampla cercada porpórticos em estilo neoclássico com edifícios elegantes e repleta de cafés e restaurantes.

No meio da praça, um monumento aos que defenderam a cidade em 1809 foi criado pelo escultor catalão Antoni Parera no final do século XIX.

Basílica de Sant Feliu

Tenho certeza que quando você observou as graciosas casas coloridas à beira do rio Onyar uma torre alta e imponente chamou a sua atenção. Trata-se da torre do sino daBasílica de Sant Feliu, catedral da cidade até os anos 900, uma igreja enorme com nave gótica e fachada barroca, datando dos séculos XIII a XVIII.

Em frente a entrada da igreja, em direção ao rio, você notará uma coluna com uma escultura de uma leoa no topo e alguns degraus de metal ao lado. Existe uma tradição que você deve subir os degraus e beijar o traseiro do animal. Isso porque você não pode dizer que esteve em Girona, a menos que tenha beijado a bunda da Leoa.

Eu não beijei, pois agora está proibido fazer isso devido ao Corona. Contudo, confesso que não sei se o faria em tempos normais também, hahaha. Penso que podiam ter feito uma tradição “mais simples”, com a de passar a mão na estátua.

Além da arquitetura impressionante, a catedral é o lar de obras de arte históricas, incluindo uma escultura de Cristo do século 14, bem como sarcófagos cristãos e não cristãos que datam do século IV.

Aberto de segunda a sábado das 10h às 18h, domingo e feriados das 13h às 18h. A admissão custa 7 euros *Inclui entrada para Catedral.

|DICA: Visite a Catedral, a Basílica de Sant Feliu e o Museus de Arte de Girona com um único passe por 10 euros!

Catedral de Girona

Um dos destaques de Girona é a Catedral da cidade que, embora combine estilos arquitetônicos de vários períodos, tem como principal o estilo gótico.Construída entre os séculos 11 e 13, a Catedral de Santa Maria de Girona eleva-se sobre a cidade. E é a segunda igreja mais larga do mundo, com quase 23 metros de diâmetro – apenas a Basílica de São Pedro no Vaticano é mais larga.

Não entrei na catedral, li que o interior não é particularmente ornamentado, mas pretendo entrar na minha próximo visita e atualizarei aqui com o que achei do passeio.

Aberto de segunda a sábado das 10h às 18h, domingo e feriados das 12h às 18h. A admissão custa 7 euros *Inclui visita a Basílica de Sant Feliu.

Para os fãs de Games of Thrones, conto que essa catedral foi usada nas filmagens da série, aliás Girona também foi a cidade de Braavos na série.

|DICA: Passeio de Game of Thrones por Girona!

Muralhas da cidade

Um dos pontos altos, literalmente, do que fazer em Girona é caminhar pelas muralhas da antiga cidade medieval. Além da vista imbatível da cidade e das colinas do campo, eles são gratuitos!

Construída entre os séculos 9 e 14, as paredes permanecem praticamente intactas e várias torres ao longo de sua extensão fornecem pontos de observação com excelentes vistas sobre a cidade. Existem alguns pontos de acesso à muralha, recomendo seguir subir pela parte dos jardins atrás da Catedral.

Bairro Judeu: Call

Girona é conhecida por sua Ciutat Antiga (cidade velha) e, especialmente, pelo seu bairro judeu do século 13 (os judeus viveram em Girona de 982 a 1492). Conhecido como Call, o distrito é considerado um dos maiores e mais bem preservados bairros judeus da Europa. Construído sobre uma colina, Call é um labirinto de vielas estreitas e sinuosas de paralelepípedos. Procure por Iglesia de Sant Martí sacosta e depois me conta o que achou =)

O que fazer em Girona

Girona é uma cidade pequena, mas tem bons museus de arte e história para nos oferecer. Segue lista dos museus que pretendo visitar na minha próxima ida à Girona:

  • Museu de História Judaica – O museu é composto por 11 exposições que exploram a história e a cultura da comunidade judaica da região. A entrada custa 4 euros.
  • Museu de Arte de Girona – possui a maior coleção de arte românica e gótica da região (mais de 8.000 itens). É enorme! A admissão custa 6 euros.
  • O Museu do Cinema – Este museu cobre a história do cinema e está repleto de cartazes, filmes e equipamentos de cinema antigos. Também hospeda eventos regulares e exibições de filmes. Imprescindível para os cinéfilos! A entrada custa 6 euros.
  • Museu de Arqueologia de Girona – é um dos museus mais antigos da região e possui uma coleção de achados arqueológicos desde a pré-história até a Idade Média. Embora pequeno, ele fornece alguns bons detalhes sobre a área. O ingresso custa 6 euros.

Também estão na minha lista da próxima visita:

Banhos Árabes

No coração da cidade velha de Girona, ao pé da catedral, estão os bem preservados Banys Àrabs (banhos públicos), construídos em estilo românico no século XII. Os visitantes podem fazer passeios autoguiado pelas quatro áreas do complexo: o apodério (vestiário) com sua piscina octogonal compacta cercada por pilares delgados, o frigidário (sala fria), o tepidário (sala quente) e o caldário (sauna).

Aberto de segunda a sábado das 10h às 18h e aos domingos das 10h às 14h. Ingresso custa 2 euros

Parc de la Devesa

Emoldurado pelo rio Ter ao norte e pelo Onyar ao leste, o Parc de la Devesa é o maior espaço verde de Girona. 

ps: Já me vejo fazendo um piquenique pode ali!

Mosteiro de São Daniel

Fundado no século XI, este mosteiro situado na periferia da cidade foi criado com o intuito de constituir um convento na região. A arquitetura é uma mistura de românico e gótico, com acréscimos dos séculos XII e XV. O mosteiro está rodeado pelo Vale de Sant Daniel, um espaço verde exuberante com muita sombra e fontes naturais pitorescas.

| DICA: Faça um Free Walking Tour para conhecer mais e melhor Girona!

Para provar em Girona

Um passeio não pode ser perfeito sem sabores especiais, e aqui deixo três dicas para você:

El Celler de Can Roca

Girona é a casa do El Celler de Can Roca, premiado com estrelas Michelin. Duas vezes classificado em primeiro lugar no mundo pelos 50 melhores restaurantes do mundo, mais recentemente em 2015, e atualmente está em terceiro lugar na lista. Administrado pelo trio de irmãos Roca, este aclamado restaurante gourmet serve cozinha catalã criativa que você pode saborear em dois menus de degustação, complementados por vinhos habilmente combinados. 

Gelataria Rocambolesc

Também propriedade do chef Jordi Roca – sim, o mesmo do restaurante – é um ótimo local para se deliciar com sorvetes e gelados cobertos com frutas vermelhas, algodão doce, frutas, chantilly, calda de chocolate, fudge e muito mais!

Xuixo

Não tem glamour, mas tem tradição! Xuixo é um doce típico e originário da cidade de Girona. É uma massa recheada de creme, ou outras delicias, frita em óleo e que depois coberta com açúcar. Tipo um bolinho de chuva melhorado.

É fácil de encontrar nas padarias da cidade, mas dois locais levam a fama de melhores Xuixo de Girona:

Can Castelló e Cafeteria Tornés. Eu provei os Can Castelló, um de maçã e outro de creme catalana – o tradiciona – e adorei! Doce na medida, muito gostoso!

Passeios saindo de Barcelona:

Girona é muito mais do que muralhas medievais, ruas estreitas e locais de filmagem. A cidade em si é uma graça, então passeio pelas lojas locais, caminhe sem pressa, pare para apreciar o ritmo da cidade quanto toma um café ou vinho… simplesmente encante-se por Girona!

Quer pernoitar por lá?

Veja ofertas de hotéis e lembre-se, embora Girona seja pequena, é mais interessante ficar no centro velho da cidade.

Booking.com

* Quando você faz uma reserva usando um link do blog, você apoia o meu trabalho sem pagar nada a mais por isso.

Veja também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.